sexta-feira, janeiro 23, 2015

Writen in the Stars?



O primeiro mapa astrologico que li a uma colega tem um tema muito similar ao meu mas em sentido contrario!
Temos o mesmo Ascendente, a mesma idade de Alma, mas os  nossos signos natais são opostos: eu Carneiro e ela Balança...Também os nossos eixos evolucionarios são opostos o que indica que o que vim a esta vida aprender e desenvolver ela é Mestre , e vice-versa... Claramente , os nossos Destinos cruzaram-se por alguma razão efetiva...
E curiosamente foi das pessoas com quem criei empatia logo de inicio.

Chego eu com os meus mapas e a minha força numa altura em que ela se sente perdida...Chega ela com a sua diplomacia e perspectiva mais abrangente para me relembrar que existem muitos tons para uma mesma cor...

O tema recorrente para ambas, com o nosso Ascendente Peixes, é estabelecer limites saudaveis e selecionar melhor com quem partilhamos o nosso coraçao, porque quando o fazemos é com uma totalidade que não se explica... Sem julgar os outros e as suas ações, mas escolhendo conscientemente não manter afetos unilaterais nas nossas vidas...


Inspire and by inspired...






Wahe Guru...






Hoje um dos meus colegas perguntou se o colar que usava não era uma especie de terço...Respondi que era um japamala e que serve para fazer mantras, que são orações/intenções ...

"Casual day" na agencia e o "dress code" é mesmo ganga...Para alem dos cristais que me acompanham todos os dias, levo o japamala.
O  japamala vermelho, que anda à volta do meu pescoço há 2 anos e substituiu o anterior que era feito de sementes de lotus... Não foi intencional mas , um novo capitulo, um novo japamala... A Alma já sabe o que a Consciencia leva tempo para desvelar...

Uma das resoluções para este ano foi voltar a fazer os meus mantras e dedicar um bocadinho todos os dias a gerar energia de amor para todos os que mais precisam: crianças, idosos, doentes de corpo e de alma, familia, amigos...Aproveito os rodopios nas rotundas que todos os dias faço quando vou buscar as crianças à casa da avó...

Duplo karma positivo: não me enervo com o transito e faço mantras :)

segunda-feira, janeiro 19, 2015

Just Breath




“When you hold a child in your arms, or hug your mother, or your husband, or your friend, if you breathe in and out three times, your happiness will be multiplied at least tenfold.” –Thich Nhat Hanh

sábado, janeiro 17, 2015

"No snowflake falls in the wrong place"



No fim de semana passado a minha irmã avisou-me que já tinha duas caixas de roupa de bébé para devolver-me.Fiquei a pensar a quem as daria.Guardar não era uma opção visto existir tanta criança a precisar de ajuda.Dar ao desbarato também não pois fica sempre a vontade que aquelas peçinhas da nossa historia sejam estimadas por quem as receber.
Nessa noite sonhei que estava a cuidar dos gémeos (que são coleguinhas do meu filho) conjuntamente com os meus...
E no dia seguinte tive a noticia que duas das minhas colegas estavam a recolher roupinhas de bébé para um casal muito necessitado que iam ter gémeos...

Passei a semana a coordenar-me com a minha irmã para entregar as roupinhas, acessorios, brinquedos para esta familia, em que a mãe já está internada no hospital com gravidez de risco...

Melhor ainda, foi sentir a mobilização que as minhas colegas conseguiram gerar (até um carrinho para gemeos conseguiram) e a dedicação delas a recolherem tudo, a lavar e passar a roupinha para ajudar o casal que elas nem conhecem...
Gente linda e espetacular neste mundo insipido!

E quando nos mobilizamos , em compaixão e amor pelo próximo, milagres acontecem... Que estas duas crianças que estão quase a nascer sejam muito afortunadas,amadas e felizes...

terça-feira, janeiro 06, 2015

Tête-à-tête...



- Mãe, como se chama a arvore dos kiwis?
-Boa pergunta querido, não sei...Vamos pesquisar na net...
-Olha, a mãe que é cientifica , não sabe a resposta!

Gargalhada geral! :D

Fica a resposta: a planta que produz o kiwi denomina-se também kiwi! A cientifica já pesquisou!

Wiser is to be both...depending on the lesson to be learnt...

Do you dare?

Crash!!!




O inicio de ano foi atribulado...

Um congestionamento no transito, um acidente com um motociclista...Foi aquele filme de terror , que não vou narrar pois é um episodio que ainda assombra os meus sonhos... E não vale a pena queimar a retina de mais ninguem com esta historia...

Mas vale a referencia , pois , enquanto esperavamos pela ambulancia para socorrer o outro condutor que foi projetado da moto, parou um carro à nossa frente... E saiu um senhor nos seus quarentas, para ajudar, pois era enfermeiro...e ajudou a policia a verificar o estado do motociclista e ainda conversou comigo que estava mais branca do que papel, sentada dentro do carro, com as duas crianças a dormir... No meio daquele percalço e dado que o pior foi mesmo uma fratura  muito exposta na perna esquerda do outro condutor tive um daqueles momentos de epifania conjuntural, divagaçoes esotericas que não lembra ao diabo...

 Fiquei estupefacta com a grandeza daquele homem, que parou na estrada, com o carro cheio com a sua familia (crianças inclusive) , para ajudar um estranho...foi a reafirmação que neste mundo de gente fria, insipida e egoista, ainda existem grandes almas... tantos passaram por nós com a sua curiosidade morbida, tantos outros com vazia indiferença , mas bastou uma pessoa de bom coração para tornar aquele momento menos mau..

O meu carro ficou amolgado, e o meu coração também... mas a minha alma encheu-se de luz e inspiração... existem pessoas neste mundo prontas para emprestar a sua força a outro anonimo ser humano, saindo do seu caminho para ajudar os outros... raras, mas espetaculares, estas pessoas cruzam as nossas vidas nos momentos mais inesperados e nos elevam com a sua grandeza...

O ano passado foi de muitas revisões, arrumações e também de muitas decepções.Comecei a questionar-me se valeria a pena entregar-me tanto à vida e aos outros...A questionar o caminho que desde tão cedo fui traçando, de forma inconsciente, de ajudar os outros, das mais diversas formas a superarem o seu sofrimento...
Depois deste episodio, estranhamente compreendi que grandes valores implicam grandes riscos, e muitas vezes corre mal, mais vezes do que seria justo, corre muito mal...mas quando corre bem, enfim, é uma experiencia incomparavel de grandiosidade que toca todos os que nos rodeiam...

...e deixamos um pouco da nossa Luz neste mundo onde é tão efemero o nosso tempo...

P.S. Mesmo depois deste episodio, aproveito os momentos de condução para cantar os meus mantras e fazer a minha viagem interior onde o resto do mundo não existe... Só eu, o carro amolgado e o meu destino, que normalmente é abraçar as minhas crias...

sexta-feira, janeiro 02, 2015

terça-feira, dezembro 30, 2014

terça-feira, dezembro 23, 2014

To give is to get....



O primogénito sempre que vê uma florzinha selvagem apanha para trazer à mãe. E eu fico deliciada com o seu gesto e manifesto o meu afeto. Ele termina a dizer, com um grande sorriso: "Eu sabia que tu ias gostar".

Ontem, ao passar pelas flores atras da Empresa de Eletricidade, ele ficou maravilhado, mas como não foi possível pararmos para comprar, ficou o compromisso de lhe dar dinheiro para ele escolher as flores de Natal com a avó. E assim foi...Hoje dei-lhe 5 euros e lá escolheu a seu critério as que gostava mais, umas para oferecer ao Menino Jesus, outras para a família e uma para ele... O mais novo também teve direito a levar o dinheirinho mas decidiu logo que não queria gasta-lo em flores mas sim em gelados e doces (que partilhou com o irmão) :)

Entretanto, ia almoçar e aconteceu-me algo que não me acontecia deste a infância: encontrei uma nota de 5 euros na rua! Foi curioso a memoria da alegria, não tanto pelo valor em si, mas por me sentir afortunada, abençoada...E pensei : talvez sejam os 5 euros para a minha criança interior...E fiz como o meu filho mais novo: DOCES :D! Comprei brigadeiros (que adoro de paixão) e trouxe para partilhar com as minhas colegas...

Porque realmente, tudo sabe melhor quando é partilhado, mesmo a nossa sorte :)
E aquilo que oferecemos retorna a nós de formas inesperadas...